1933 à 2003 - Setenta Anos do Trampolin do Diabo
Em outubro de 1933 foi disputada a primeira corrida no “Circuito da Gávea” no Rio de Janeiro,
Grande Premio Internacional que atraia multidões a uma região despovoada do Rio.  Cheio de
curvas,subidas e descidas, o percurso de 11 quilômetros, foi apelidado de “Trampolim do Diabo”.  
Era um “GP de Mônaco à carioca”.
Grandes corredores desafiaram o perigo do Trampolim com seus bólidos a mais de 200 km/h,
entre os anos de 1933 a 1954.  Nomes como Chico Landi (3 vitorias) com sua Maserati, Irineu Correa ( Campeão em 1934) morto na corrida de 1935,  Hans Stuck com seu Auto Union de 550 cv, Carlo
Pintacuda e Manuel de Teffé com seus Alfas.
Em outubro de 2003, o Clube do Fordinho enviou para o Rio de Janeiro o Sr. Milton de Oliveira
com
seu Ford Speedy, para refazer o trajeto do antigo circuito.  Speedy é um modelo A, aliviado à
moda dos bólidos que correram em 1933.  O guia foi o Sr. Paulo Scali,  autor do Livro   “Circuito da
Gávea” publicado pela Mahle- Metal Leve.
A maior parte do circuito original ainda pôde ser percorrida.  Claro que imensas mudanças foram implantadas ao redor do trajeto. Prédios tomavam o lugar onde antes havia sómente mata e barrancos.
Hotéis e condomínios no lugar de bucólicas lagoas.
O Trajeto sinuoso e íngreme de 11,5 km foi feito pelo Fordinho em 27 minutos, com uma media
de 25,5 km/h, devido ao transito,  contra os 67,1 km/h da Alfa de Manuel de Teffé, o vencedor da
corrida de 1933.
O  Sr.  Milton  de  Oliveira  é  hoje  um dos  diretores do   Clube  do  Fordinho e,  segundo  suas
declarações,  refazer este circuito 70 anos depois, foi uma experiência ímpar e quase mística,  
pois  não  havia  como  deixar  de  sentir  a  “presença ” dos  heróis do  passado.
 

 
        

   Do Hotel Leblon, no inicio da Av. Niemeyer, sobrou só a fachada em restauração. O prédio era um bom camarote para assistir a prova

 

 
 

Na Rocinha, Vans e Motos. Antes, a agreste visao de São Conrado

O sobrado que foi o ponto de partida nos anos 30, ainda esta de pé.

 
 

Sr. Milton de Oliveira com seu Ford Speedy 1928

 

       Sr. Milton de Oliveira
Bibliografia       Materia retirada do Jornal  O Globo ( Rio de Janeiro ) de 29/10/2003.
                              Fotos de Marco Antonio Teixeira (cor)  e arquivo (p&b).
                              Texto adaptado por Antonio Augusto Geraldini. 
 
 
 
  
 
Tecnologia Site Inteligente Home : Contato : Mapa do Site