Novo Mustang GT 2011
Ford mostra no Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos, que abre para o público na próxima sexta-feira, 4 de dezembro, o Mustang 2011 equipado com o novo motor V6 Duratec 3.7 L Ti-VCT e transmissão automática de seis velocidades. O esportivo traz uma combinação inédita de potência e economia de combustível: desenvolve 309 cv com consumo estimado de 12,75 km/l na estrada, o melhor da categoria.

Produzido totalmente em alumínio, com engenharia avançada, o novo motor tem baixo peso, 24 válvulas com duplo comando variável Ti-VCT (Twin Independent Variable Camshaft Timing) e é projetado para operar a até 7.000 rpm, com o som "bravo" que os fãs de carros esportivos adoram.

"O novo motor transformou completamente o Mustang", diz Derrick Kuzak, vice-presidente de Desenvolvimento de Produto Global da Ford. "Tudo o que as pessoas amam no carro ainda está lá, agora com um motor V6 que usa tecnologia de ponta para entregar a potência, a dirigibilidade, a eficiência de combustível e o ronco dos melhores cupês esportivos do mundo."

Com quatro válvulas por cilindro operadas pelo comando Ti-VCT, o novo propulsor do Mustang V6 fornece mais potência e torque (309 cv e 38,7 kgfm) para as rodas traseiras que o modelo anterior, com menor cilindrada. A sensação de dirigir que ele traz é diferente de qualquer outro Mustang.

"Este novo motor V6 diz realmente o que é um Mustang", diz Barb Samadzich, vice-presidente de Engenharia Global de Motores da Ford. "Ele gera potência em toda a curva de rotação e adora ser exigido. O Duratec 3.7L reafirma o nosso compromisso de desenvolver tecnologia avançada com foco no aumento da potência e da economia."

O comando de válvulas variável traz uma melhoria de 3% na economia de combustível e de 10% na potência em comparação com os motores convencionais. O bloco de alumínio fundido e os pistões refrigerados por jatos de óleo são outros fatores que aumentam a durabilidade e a eficiência.
Ronco "bravo"


O objetivo principal buscado em todos os aspectos do projeto foi o desempenho. O sistema de captação induzida de ar frio, junto com o sistema de dupla exaustão, garantem fôlego para o motor girar a até 7.000 rpm, com resposta imediata ao acelerador. A troca de óleo em intervalos de 16.000 km aumenta a economia na manutenção e reduz ao mesmo tempo o descarte de óleo usado.

Os engenheiros trabalharam para dar um som potente e agressivo ao novo motor, modulando as entradas e saídas de ar. Suave em ponto morto, ele solta o rugido quando se pisa mais forte, mostrando ao motorista que está no comando de um esportivo de classe mundial.

O novo Mustang V6 vem com duas opções de transmissão, manual ou automática, de seis velocidades. A transmissão manual é para os motoristas que preferem trocas curtas e diretas na arrancada e velocidades de cruzeiro tranquilas, proporcionadas pela relação ampliada da sexta marcha. Os que escolhem a versão automática 6R60 são agradavelmente surpreendidos pelo desempenho e economia, com engates ágeis que otimizam o torque e a potência.

A transmissão automática oferece também um modo de assistência em rampa que aumenta o controle do carro em serras e ladeiras. Essa inovação técnica utiliza os dados de aceleração, posição do pedal do acelerador, velocidade do veículo e estado do freio para determinar automaticamente a relação de marcha ideal em subidas ou descidas. O modo "grade assist" elimina a sexta marcha, estende o uso da marcha mais baixa em subidas e oferece redução adicional nas descidas.

A relação do eixo traseiro de 2,73 oferece uma combinação ideal de economia e aceleração. Mas fãs de alto desempenho podem optar pelo eixo com relação de 3,31, para arrancadas mais fortes.

Economia de combustível

A cavalaria extra e a operação refinada do novo motor vêm acompanhadas do menor consumo de combustível da categoria: 8 km/l na cidade a 12,75 km/l na estrada com transmissão manual - um ganho de 25% em comparação com o modelo 2010; e 7,65 km/l e 12,32 km/l com transmissão automática. Outros aprimoramentos contribuem para esses números: a nova direção com assistência elétrica (EPAS), que dispensa a bomba hidráulica acionada pelo motor; as transmissões de seis velocidades, com giro menor nas velocidades altas sem sacrificar a força nas arrancadas; e melhorias aerodinâmicas que incluem novo design dianteiro, defletores nas rodas traseiras e novas coberturas por baixo da carroceria.

Controle de velocidade

O novo Mustang V6 vem com sistema de controle de tração que melhora o desempenho em pista escorregadia. Se o carro patina, ele transfere o torque para a roda com maior tração. Também é equipado com freios a disco maiores, de 11,5 polegadas na frente e 11,8 polegadas na traseira, e ABS. Os novos mostradores no painel retratam o desempenho do motor. O velocímetro marca até 160 milhas por hora (257 km/h) e o conta-giros vai a 8.000 rpm.

Ele também traz como novos itens de série um centro de mensagens no painel e espelhos retrovisores com visor de pontos cegos. Para incentivar os motoristas jovens a dirigir de modo seguro e usar o cinto de segurança, tem como opcional o sistema MyKey. Programando a chave do carro por meio do centro de mensagens, ele permite limitar a velocidade máxima, o som do rádio, impede o desligamento do controle de tração e ativa o aviso de uso do cinto de segurança, além de alertas de velocidade.
 
 
Tecnologia Site Inteligente Home : Contato : Mapa do Site